Esporte

Vitória firma novo acordo para parcelamento de dívidas trabalhistas e evita penhoras

[Vitória firma novo acordo para parcelamento de dívidas trabalhistas e evita penhoras]
08 de Novembro de 2018 às 13:31 Por: Divulgação Por: Redação Galáticos Online0comentários

O Esporte Clube Vitória firmou um novo acordo com o TRT-BA (Tribunal Regional do Trabalho) da 5ª Região para evitar que o clube sofra penhoras, bloqueios e demais atos de constrição de bens e valores pelos próximos dois anos, período de vigência do termo. O acordo foi firmado na última quarta-feira (7) e o clube comunicou à imprensa por meio das suas redes sociais.

Entenda o acordo 

Por todos os seus processos trabalhistas, o Vitória vai fazer um aporte de R$ 70 mil mensais em uma conta judicial gerenciada pelo próprio órgão. Em situações excepcionais, o clube poderá desembolsar o valor de R$ 200 mil.

O novo acordo é válido por dois anos. As parcelas serão depositadas em uma conta que ficará à disposição da Justiça. 

O diretor jurídico rubro-negro, Roberto Dantas, comemorou o acordo e revelou que essa é uma das “premissas para a profissionalização da gestão no futebol brasileiro e da responsabilidade orçamentária preconizada pelo Profut”.

"Estamos muito satisfeitos com a celebração deste novo acordo global no Tribunal Regional do Trabalho. Cumprimos mais uma das premissas para a profissionalização da gestão no futebol brasileiro e da responsabilidade orçamentária preconizada pelo Profut. Entendemos que os atos de execução concentrada na Justiça do Trabalho se constitui em uma ferramenta importante para que os clubes de futebol possam satisfazer o pagamento dos processos judiciais trabalhistas, sem o comprometimento do funcionamento da organização. É uma forma do clube continuar honrando todos os seus compromissos, pagando os processos trabalhistas em curso, mas sem comprometer a competitividade imprescindível à organização do desporto", afirmou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas